Sasha bate o pé por permanência e cria problema para Inter


Eduardo Sasha surgiu como uma das principais promessas do Internacional nos últimos anos e quase foi vendido ao mercado europeu em algumas oportunidades. As constantes lesões frearam o desenvolvimento do atacante, que ainda assim se tornou peça importante da equipe e ganhou prestígio com os treinadores. No entanto, o jogador virou um problema para o clube em 2018, conforme aponta o site ​UOL Esporte.

A comissão técnica colorada vê Sasha como um jogador útil e que pode ser utilizado com frequência na equipe. No entanto, o clube prefere ter um leque maior de opções em relação às características dos atletas do setor ofensivo. Por isso, o atacante passou a ser tratado pela diretoria como moeda de troca, mas se recusa a deixar o Beira-Rio.

Primeiro o Inter tentou envolver Eduardo Sasha em uma negociação com o Fluminense por Wellington Silva. Diante da recusa do jogador em se mudar para o Rio, o clube teve que pagar ao Tricolor para ter o atacante emprestado por um ano. Depois, foi a vez do Sport ouvir um ‘não’ de Sasha nas ​tratativas pelo volante Rithely.

Sasha foi integrado ao elenco principal do Inter no fim de 2010, mas só começou a se destacar em 2013, quando foi emprestado ao Goiás. O jogador teve bom desempenho sob o comando de Abel Braga, que pediu sua contratação no Fluminense em 2018, mas sofreu com lesões nas temporadas seguintes e não chegou a receber uma proposta concreta do exterior.

Link da notícia original: Sasha bate o pé por permanência e cria problema para Inter