Exclusividade? Cariocão pode contar com VAR em jogos de um só clube; entenda


Uma brecha no regulamento da Federação Estadual de Futebol do Rio de Janeiro (FERJ) promete dar o que falar ao longo do Campeonato Carioca de 2019, caso a mesma seja usufruída/reivindicada por algum clube do Estado. 

Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!​​

​​De acordo com o ​Blog do Rodrigo Mattos, a Federação Carioca permite, através do inciso 2 do artigo 107A, que qualquer clube poderá solicitar, as suas expensas, que o VAR seja utilizado em suas partidas”, desde que a solicitação seja feita com pelo menos dez dias de antecedência e que o estádio que receberá a partida tenha suporte para a tecnologia.

Isso significa que qualquer clube com condições financeiras para arcar com as despesas do árbitro de vídeo poderá solicitá-lo para os seus jogos, exclusivamente. Tal brecha pode criar uma desigualdade de condições perigosa à lisura da competição, já que o Rio de Janeiro vive hoje um pequeno abismo estrutural até mesmo entre seus quatro grandes: enquanto o ​Flamengo vive momento de prosperidade, ​Botafogo​Vasco e ​Fluminense penam.

Questionada sobre um possível desequilíbrio ao campeonato, a FERJ explicou que a regra foi aprovada com consenso dos clubes: A Assembleia Geral entendeu que não se trata de vantagem, mas uma oportunidade e uma opção tecnológica à disposição do clube que queira dela se utilizar em alguma de suas partidas e cumpra os pré-requisitos exigidos”, afirmou.

Além da possível exclusividade por desejo individual de cada clube, o Cariocão 2019 contará com o VAR de forma integral nas dez últimas partidas da competição, ou seja, nas partidas eliminatórias: semifinais dos turnos, finais e os quatro jogos que decidirão o campeão. Cada jogo contemplado com a tecnologia custará R$ 25 mil à Federação.

Link da notícia original: Exclusividade? Cariocão pode contar com VAR em jogos de um só clube; entenda