De renegados à finalistas: Flu e Bota decidem Taça Rio mirando protagonismo


Perda de jogadores importantes, grave crise financeira, elencos modestos.​ Fluminense e Botafogo iniciaram o ano de 2018 sob olhares desconfiados, à sombra dos rivais Vasco e Flamengo, classificados para a Copa Libertadores.

Sem Jair Ventura, o Glorioso viveu momentos de grande instabilidade em seu comando técnico, passando por Felipe Conceição, até Alberto Valentim, atual treinador. Nas Laranjeiras, os bastidores ferveram ainda mais após as saídas de DouradoScarpa, referências da equipe em 2017. Como destaca o ​UOL Esportes, as dúvidas aumentaram ainda mais quando os dois rivais caíram prematuramente na Copa do Brasil, para rivais de menor expressão.

Precisando criar um ‘fator’, um rompante para mudar os rumos da temporada, Flu e Bota concentraram esforços na Taça Rio e foram recompensados, chegando à decisão. De renegados à finalistas, alvinegros e tricolores enxergam a conquista do título como uma resposta. Uma reação aos prognósticos negativos dos primeiros meses de 2018. 

Link da notícia original: De renegados à finalistas: Flu e Bota decidem Taça Rio mirando protagonismo