Caso Scarpa: Flu tem esperança em reversão para cobrar multa milionária


​O Fluminense não se dá por derrotado no caso envolvendo a saída de Gustavo Scarpa, que obteve na Justiça do Trabalho a rescisão de seu contrato e ficou liberado para se acertar com o ​Palmeiras, seu novo time. Em audiência a ser realizada em abril, o Tricolor ainda tem a esperança de reverter o quadro e, assim, poder cobrar, seja do atleta ou do clube paulista, a multa estipulada no vínculo com o meia: R$ 200 milhões.

Os cariocas alegam que o jogador agiu de má-fé, ao buscar uma saída litigiosa justamente para não ter que pagar este valor. O atleta, por sua vez, ganhou a liminar ao comprovar que houve atraso no repasse de direitos de imagem, fundo de garantia, férias e 13º salário.

Ao citar o artigo 28 da Lei Pelé, o ​blog do Rodrigo Mattos destaca que quem assinou com alguém nesta situação torna-se devedor solidário em caso de reviravolta. Ou seja, o Verdão fica passível de um processo. No entanto, embora a análise de seu departamento jurídico seja de que esta possibilidade é nula, incluiu uma cláusula de proteção pela qual, sendo acionado judicialmente, pode entrar com uma cobrança contra o profissional. Atualmente, advogados tem recomendado este tipo de postura. Porém, não há jurisprudência consolidada quanto à validade deste mecanismo.Ou seja, vem muita discussão por aí.

Link da notícia original: Caso Scarpa: Flu tem esperança em reversão para cobrar multa milionária