7 das disputas de título mais dramáticas de todos os tempos


O futebol é um esporte emocionante por si só, mas algumas partidas ficam marcadas na memória dos torcedores por conta daquele gol nos minutos finais que dá uma vitória, classificação ou até um título à uma equipe. Pequenos detalhes que mudam o rumo da história do esporte e fazem a alegria (ou a tristeza) de milhões. Por isso, tanta paixão envolvida. É muito sofrimento até o êxtase. Às vezes, sofrimento até demais. Separamos aqui embaixo para vocês sete vezes em que a disputa por um troféu atingiu níveis inimagináveis de drama. Confiram!


Flamengo x Fluminense – Campeonato Carioca 1995

O Flamengo precisava somente de um empate para ser campeão carioca em 1995, e o 2 a 2 dava o título ao Rubro-Negro até os 42 minutos do segundo tempo, quando Ailton fez boa jogada pela direita e Renato Gaúcho completou para o gol para fazer o Flu campeão no ano do centenário do seu rival. O detalhe mais curioso do lance, claro, foi a maneira que o atacante escorou: com a barriga. Criatividade numa fração de segundos sob pressão de um Maracanã abarrotado com mais de 110 mil pessoas.


Flamengo x Grêmio – Campeonato Brasileiro 2009

No Brasileirão mais disputado da história dos pontos corridos, a menção não se limita à partida que definiu o campeão. Teve muito mais. O Flamengo ficou com o título em uma arrancada incrível no segundo turno. Na 21ª rodada, já no segundo turno, o time carioca ocupava a modesta 10ª colocação, 11 pontos atrás do líder Palmeiras. A partir dali, porém, o Rubro-Negro conseguiu nada menos do que 12 vitórias, 4 empates e somente uma derrota nos jogos restantes do Brasileirão, capitaneado pela dupla Petkovic e Adriano. Na última rodada, para se ter uma ideia, quatro clubes poderiam levantar a taça. Mas deu Fla com o 2 a 1 sobre o Grêmio no Maracanã.  


Brasil x Argentina – Copa América 2004

Por falar em Adriano, mais um momento em sua carreira de enorme protagonista. Desta vez, na final da Copa América de 2004 contra ninguém menos que os argentinos. O Brasil perdia por 2 a 1, levando o gol a três minutos do final da partida. Com a vitória, a Argentina encerraria seu jejum de títulos que durava desde 1993, justo em cima de seu maior rival. Só que os hermanos não contavam com a bomba da perna esquerda do Imperador, no auge de sua forma, marcando o gol do empate aos 48 minutos e levando a disputa para os pênaltis, quando o Brasil se sagrou campeão.


Manchester City x QPR – Premier League 2011/2012

Mais uma para quem acha que disputa por pontos corridos não tem emoção. Depois de décadas de jejum, o Manchester City sagrou-se campeão inglês em 2011/2012 com doses extras de drama. O gol de Kun Aguero, já nos acréscimos, depois de estar perdendo de 2 a 1 e conseguir virar, tirou o título das mãos do rival United e levou a loucura o lado azul de Manchester. Inesquecível!


Cruzeiro x São Paulo – Copa do Brasil 2000

A Copa do Brasil de 2000 foi épica para o torcedor do Cruzeiro. Em uma das decisões mais emocionantes na história do torneio, a Raposa conseguiu uma virada sensacional – depois de sair perdendo já no segundo tempo. O primeiro gol da partida saiu já aos 21 minutos da etapa final, em cobrança de falta perfeita de Marcelinho Paraíba para o São Paulo. Após um empate sem gols no Morumbi, o Cruzeiro precisava da virada para ser campeão. O empate da Raposa veio com Fábio Júnior, aos 35 minutos, e a arrancada e o gol de falta de Geovanni, já aos 45 do segundo tempo, consagraram o Cruzeiro como campeão da Copa do Brasil de 2000.


Atlético-MG x Olimpia – Copa Libertadores 2013

Depois de vencer o Atlético-MG em casa por 2 a 0 no jogo de ida da final da Libertadores de 2013, o Olimpia podia empatar ou até perder por um gol de diferença em Belo Horizonte para ficar com a taça. No entanto, no Mineirão, Jô abriu o placar para o Galo no início do segundo tempo. O gol que levou a disputa para as penalidades veio aos 42, quando Leonardo Silva subiu mais que a defesa paraguaia para manter as chances de título dos donos da casa. Nas cobranças, o goleiro Victor brilhou, o Atlético venceu por 4 a 3 e se sagrou campeão da Copa Libertadores da América.


Palmeiras x Vasco – Copa Mercosul 2000

Talvez a mãe de todas as viradas. Em 2000, o Vasco ignorou todas as probabilidades e virou para cima do Palmeiras, fora de casa, na grande final da Copa Mercosul. Chega a ser difícil definir o que Romário e cia aprontaram pra cima do Verdão, depois de saírem perdendo por 3 a 0. O golpe final foi dado pelo Baixinho, com requintes de crueldade, quando o cronômetro já passava muito dos 45 no Palestra Itália. Simplesmente inacreditável.


Este artigo é trazido a você por Alita: Anjo de Combate, em breve nos cinemas. Confira o trailer no link abaixo:

[embedded content]

Link da notícia original: 7 das disputas de título mais dramáticas de todos os tempos


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.