Torcedores do Flu presos por cambismo estiveram em reunião recente com elenco


​A Operação Limpidus, que investiga a relação entre os clubes cariocas e as torcidas organizadas no que diz respeito à cessão de ingressos, caiu como uma bomba no FluminenseManuel de Oliveira Menezes, presidente da Young Flu; Luiz Carlos Torres Júnior, o Fila, vice-presidente da Young Flu; e Ricardo Alexandre Alves, o Pará, presidente da Força Flu, foram presos na última sexta-feira. 

Segundo o site ​UOL Esporte, os três estavam entre os representantes dos torcedores do clube que compareceram à reunião que aconteceu com jogadores do elenco tricolor, o técnico Abel Braga e o gerente de futebol Alexandre Torres no último dia 10 de outubro. Segundo o presidente Pedro Abad, foi nesta ocasião que o clube combinou de ceder 200 ingressos às torcidas organizadas para jogos da reta final do Brasileirão.

Os líderes das torcidas organizadas me informaram que estava difícil levar os membros para o estádio por causa da sequência de jogos e do preço dos ingressos. E solicitaram uma carga pequena de ingressos para que seus membros pudessem entrar e fazer efetivamente a festa da torcida”, afirmou o mandatário.

Os torcedores são acusados de vender os ingressos cedidos pelo Fluminense, o que configura uma ação de cambismo com co-participação do clube.

(Foto de capa: Lucas Merçon/Fluminense FC)

​​

Link da notícia original: Torcedores do Flu presos por cambismo estiveram em reunião recente com elenco