Semifinal coloca frente a frente as melhores campanhas da Sul-Americana


​Uma coisa é certa: um brasileiro disputará a final da Copa Sul-Americana. E, independentemente do classificado, é possível dizer que chega com força. A partir desta quarta-feira, na Arena da Baixada, ​Atlético-PR e ​Fluminense começam a decidir uma das semifinais do torneio continental. Frente a frente, estarão as duas melhores campanhas da competição, o que desde já atesta o equilíbrio do embate.

De torcedor para torcedor: ​clique aqui e siga o 90min no Instagram!

Cada time realizou oito partidas até aqui, e o Flu leva pequena vantagem. A equipe carioca venceu seis confrontos, empatou um e perdeu outro, tendo marcado doze gols e sofrido três -é a defesa menos vazada entre todos aqueles que seguem em busca do título. Já o Furacão, com as mesmas seis vitórias, acabou derrotado em duas oportunidades. No total, balançou a rede quinze vezes, tendo levado cinco gols.

Enquanto o Tricolor teve como ponto alto justamente o duelo das quartas de final, quando empatou no Rio com o Nacional-URU e venceu em Montevídeu o duelo decisivo, os paranaenses podem se orgulhar de, no meio do caminho, terem eliminado duas forças: Peñarol, também do Uruguai, e Newell’s Old Boys, da Argentina. As duas equipes jamais conquistaram a Sul-Americana. O Fluminense foi finalista em 2009, mas acabou superado pela LDU, do Equador – derrota por 5 a 1 em Quito e vitória por 3 a 0 no Maracanã. O Atlético-PR, por sua vez, chegou à semifinal de 2006. No entanto, perdeu as duas partidas (1 a 0 em casa e 4 a 1 fora) para o Pachuca, do México, e ficou pelo caminho. Quem passar pegará Independiente Santa Fe ou Junior Barranquilla, ambos da Colômbia.

Link da notícia original: Semifinal coloca frente a frente as melhores campanhas da Sul-Americana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *