De todos, um pouco: Flu ‘repõe’ ausência de Pedro com solidariedade coletiva


​​Quando o Fluminense recebeu a notícia de que Pedro não voltaria aos gramados em 2018, o torcedor tricolor pensou no pior. Altamente dependente de seu camisa 9, ​o desempenho ofensivo da equipe despencou nas primeiras partidas em que Pedro esteve ausente, obrigando Marcelo Oliveira a traçar alternativas com opções escassas em mãos.

Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

Como destaca o ​UOL Esportes, a solução encontrada pelo grupo foi “dividir” a responsabilidade artilheira com atuações mais sólidas coletivamente. Neste cenário, o retorno ao esquema com três zagueiros foi fundamental para liberar os alas (principalmente Ayrton Lucas) e os volantes. Foi assim que Richard e Jadson cresceram demais, anotando dois gols cada nas dois últimos compromissos do Flu: Deportivo Cuenca e Paraná.

Os reforços contratados no meio do ano, mais entrosados e adaptados ao clube das Laranjeiras, também vem fazendo a diferença: Luciano e Everaldo, nova dupla de ataque do Fluminense, anotou cinco dos 13 gols tricolores pós-lesão de Pedro. Isso sem falar no poderio ofensivo dos zagueiros Gum e Digão, ameaças constantes em bolas paradas.

Mais solidário, o Tricolor tem acumulado boas atuações, conquistando vitórias importantes no Brasileirão e chegando a oitava posição na tabela. Bem longe do Z-4, a equipe pode focar seus esforços no grande “sonho” de 2018: a conquista da Copa Sul-Americana. Classificado às quartas, a equipe carioca enfrentará o tradicional Nacional-URU.

​​

Link da notícia original: De todos, um pouco: Flu ‘repõe’ ausência de Pedro com solidariedade coletiva


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *