Saudade: Flu despenca em aproveitamento e vive ‘pane ofensiva’ sem Pedro


Apesar de contar com nove atacantes em seu elenco, o Fluminense tem dado demonstrações claras de que não está pronto para viver sem seu camisa 9, ​Pedro. Desde a lesão do artilheiro, durante o confronto contra o Cruzeiro no Mineirão, o Tricolor Carioca só conseguiu balançar as redes em duas oportunidades, através de dois gols contra.

Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​Como destaca o ​Lance!, a equipe até cria oportunidades no ataque, mas esbarra em finalizações ruins e afobação nas conclusões, situação que preocupa Marcelo Oliveira: Faltou felicidade, capricho e um pouco de competência”, afirmou o treinador, após o empate em 0 a 0 contra o Vitória, na última quinta (6).

Com exceção do camisa 9, o último gol de um jogador de ataque do Fluminense no Brasileirão foi no dia 4 de junho, contra o Paraná. Com o artilheiro em campo, o Tricolor somou 45,6% de aproveitamento no Brasileirão, estatística que despenca para 16,6% na ausência de Pedro (duas derrotas e dois empates em quatro jogos).

Sem previsão para o retorno de seu principal jogador, o setor ofensivo tricolor precisará “colocar o pé na forma” nas próximas partidas, de preferência já neste domingo (9) contra o Botafogo, uma vez que a situação da equipe já começa a ficar enrolada na tabela. Hoje, o Flu ocupa a 12ª posição com 28 pontos somados, cinco a mais que o Sport, primeiro do Z-4.

Link da notícia original: Saudade: Flu despenca em aproveitamento e vive ‘pane ofensiva’ sem Pedro