Clubes criticam medida da CBF para valorizar Brasileirão


Insatisfeita com os clubes que têm utilizado times alternativos ou reservas no Campeonato Brasileiro, a CBF estuda a possibilidade de limitar o número de inscritos nas próximas edições da competição. A ideia, no entanto, já causou burburinho e foi motivo de críticas por parte de alguns dirigentes, conforme revelado pelo ​Blog do Marcel Rizzo.

>>> De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!

Sou contra isso totalmente. Eles (CBF) que melhorem o calendário. (…) Lógico, isso eles têm que ver na Conmebol, a Libertadores o ano todo, mais Copa do Brasil, mais Brasileiro. Quem se destaca é prejudicado”, reclamou o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez.

O mandatário do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, foi outro dirigente que se posicionou contra a limitação de de inscritos no ​Brasileirão.

Estendeu-se a Libertadores pelo ano inteiro e fica essa superposição. Às vezes, o time pode estar disputando simultâneo pre-Libertadores ou Copa do Brasil e Estaduais. Depois, é Libertadores, Copa do Brasil e Brasileiro. (…) Isso implica em ter elencos maiores. Tem que ter elenco para atender à qualidade que a torcida espera. É a racionalidade, argumentou o dirigente.

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, também reclamou do projeto da CBF.

Sou contra (a restrição a elenco). Se o calendário fosse mais racional, nenhum clube teria necessidade de escalar times alternativos no Brasileirão, concluiu.

Link da notícia original: Clubes criticam medida da CBF para valorizar Brasileirão