Henrique se põe à disposição de Abel para atuar de volante no Flu

O Fluminense vem fazendo um ano de 2017 repleto de contrastes. A irregularidade acaba refletindo não apenas nos resultados, como também nos números de gols feitos e tomados. Apesar de ser um dos melhores ataques do país na temporada, a defesa vem penando. Já foram 63 gols sofridos em 51 partidas. Raras as vezes em que o time saiu de campo sem ser vazado, como aconteceu em seu último compromisso.

Diante da Ponte Preta, uma raridade para o Flu: empate em 0 a 0. Entre diversos fatores, um deles chamou a atenção. O capitão Henrique, zagueiro de origem, jogou na posição de volante. Foi bem, recebeu elogios do treinador e, de quebra, ainda ajudou a equipe a não levar gols. Será a tendência daqui pra frente? No que depender do atleta, não haverá problemas:

Tem que perguntar para o Abel se vou jogar mais de volante. Já tinha jogado nessa posição. Até lateral fui na Itália. Essa posição na frente da defesa, protegendo um pouco mais a defesa, foi importante para um time que faz muitos gols. Vai depender do Abel. Cada jogo é diferente. Nosso ataque foi um dos melhores, então, consequentemente, a defesa ficou sobrecarregada, mais exposta. Precisamos manter regularidade tanto na frente quanto atrás. Temor que ter uma consistência na parte defensiva”, pontuou o camisa 33.

Sob o comando de Felipão no Palmeiras, em 2012, o zagueiro também foi deslocado para a proteção da zaga no meio-campo. Com o retorno de Marlon Freitas, porém, a tendência é que Henrique volte à sua posição original contra o Santos na próxima segunda-feira.

Link da notícia original: Henrique se põe à disposição de Abel para atuar de volante no Flu