Fenapaf avalia como positivo o protesto de jogadores na abertura do Brasileirão

Jean, do Palmeiras, usou faixa de protesto da Fenapaf (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

A Fenapaf ficou satisfeita com a adesão e a projeção que teve a manifestação dos jogadores na rodada de abertura do Brasileirão. As equipes entraram com uma faixa no braço, como protesto conta alterações propostas para a Lei Pelé, que afetam as relações de trabalho dos atletas.

Segundo o acompanhamento da Federação dos Atletas, só quatro dos 40 times das Séries A e B não entraram em campo com a faixa azul no braço: Grêmio, Brasil de Pelotas, América-MG e Paraná. No caso do Coelho e do time paranaense, houve veto da diretoria. Sobre os dois gaúchos, a questão foi a existência de problemas logísticos.

A Fenapaf promete mais ações na temporada. A articulação tem acontecido essencialmente no Clube de Capitães, que já tem 97 membros.

Link da notícia original: Fenapaf avalia como positivo o protesto de jogadores na abertura do Brasileirão