Com volta de Scarpa ao Fluminense, Abel precisa decidir quem sai do time titular para ele entrar

A volta de Gustavo Scarpa, comemorada pelo torcedor do Fluminense, é prenúncio de dor de cabeça para o técnico Abel Braga. Contra o Santos, no último domingo, o meia só atuou por quatro minutos. A partir de agora, tende a passar mais tempo em campo até recuperar a posição. Só que, para isso, um titular do ataque atual terá que ir para o banco.

Hoje, o trio de frente é formado por Henrique Dourado, Richarlison e Wellington. A sua maneira, cada um aproveitou a ausência do camisa 10. O que só aumenta o problema que o treinador terá que resolver. Em termos de gols, Dourado e Richarlison, ambos com sete, saíram-se melhor. Embora tenha marcado menos (quatro vezes), Wellington foi quem mais deu assistências. Foram quatro desde a lesão de Scarpa, contra três de Richarlison e nenhuma do Ceifador.

Dos três, quem menos sofre com a ameaça de Scarpa é Wellington. Até porque os dois já formavam a dupla de pontas do time antes da lesão do jogador. Em tese, Richarlison, que herdou a vaga com a saída do camisa 10, é quem mais corre risco de ir para o banco. Mas vale lembrar que ele também joga como centroavante, o que lhe permite sonhar com a permanência. Com isso, briga com Henrique Dourado, que voltou a viver boa fase no time. Essa disputa promete.

O desempenho dos três desde a saída de Scarpa:

Henrique Dourado: 14 jogos / 957 minutos em campo / 7 gols / 1 pênalti sofrido

Richarlison: 17 jogos / 1.339 minutos em campo / 7 gols / 3 assistências / 3 pênaltis sofridos

Wellington: 15 jogos / 1.167 minutos em campo / 4 gols / 4 assistências / 1 pênalti sofrido

Link da notícia original: Com volta de Scarpa ao Fluminense, Abel precisa decidir quem sai do time titular para ele entrar