A volta do 10: Scarpa herdou número e foi herói contra o Grêmio em 2016

Ser o camisa 10 de uma equipe exige uma responsabilidade maior do jogador. Na mística do futebol, o número revela o craque do time. No Fluminense, o dono dela é Gustavo Scarpa, o maior nome do elenco.  Hoje, pode ser o elemento surpresa para conquistar a vitória fora de casa.

Fora dos gramados por quase 80 dias, o meia está recuperado de lesão do pé, mas, segundo Abel, voltará aos poucos. No último jogo, entrou em campo faltando quatro minutos com o resultado já construído e não teve tempo de mostrar seviço. Nesta noite, contra o Grêmio, tem bons motivos para reconquistar seu espaço no time titular.

Além da ausência de Wellington, titular da posição, Scarpa reencontra adversário do qual guarda boas lembranças. No Brasileirão passado, o jogador usou pela primeira vez a camisa 10 do Fluminense – antes, era o número 40 – e marcou o gol da vitória em Porto Alegre. Desde que assumiu o número, vago desde a saída de Diego Souza, em março de 2016, o atleta de 23 anos se credenciou como principal jogador do elenco.

No treino de ontem, se destacou no treino de cobranças de faltas no CT Pedro Antonio. Hoje, começa como opção de ABel Braga no banco de reservas. Para o capitão Henrique, a volta do companheiro pode ajudar o Tricolor.

– Scarpa está voltando ao ritmo, a gente sabe da capacidade que tem. Espero que ele possa estar 100% para ajudar nessa sequência difícil. É um grande jogador – disse o zagueiro.

Link da notícia original: A volta do 10: Scarpa herdou número e foi herói contra o Grêmio em 2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *