Diferentes fora de campo, Richarlison e Guerrero têm um ponto em comum: a busca pela artilharia

​Um é jovem, tímido e vive a ascensão em um grande clube. O outro mais experiente, reservado, mas badalado, e já está acostumado à pressão. Richarlison e Paolo Guerrero são as esperanças de gol de Fluminense e Flamengo, respectivamente, na decisão do Campeonato Carioca. Em uma disputa particular, ambos lutam pela artilharia do torneio: o atacante tricolor tem oito gols, enquanto o peruano balançou as redes nove vezes.

O objetivo é sair campeão. Vou trabalhar para o time. Não importa quem faz o gol. Se fizer gol, melhor ainda. Ser artilheiro, para todo centroavante, é importante. Mas trabalho com respeito ao time. Quando puder fazer gol, vou fazer”, disse Guerrero, em entrevista ao site ​UOL Esporte.

O peruano está no Flamengo desde o segundo semestre de 2015, mas passou a viver seu melhor momento na Gávea somente nesta temporada. Guerrero pode conseguir sua primeira artilharia pelo Rubro-Negro caso se mantenha à frente de Richarlison. O jovem tricolor, por sua vez, chegou às Laranjeiras no ano passado, cercado de expectativas, já que custou R$ 10 milhões ao clube. Depois de um 2016 apagado, o garoto vem se destacando pelo Flu e elogiou o adversário.

(Foto: Nelson Perez/Fluminense FC)

“O Guerrero é um dos melhores do Brasil hoje. Faz muitos gols e serve de inspiração, briga muito ali na frente. Mas eu não faço tatuagem, não”, brincou Richarlison.

Flamengo e Fluminense fazem a primeira partida da final do Carioca neste domingo, às 16h, no Maracanã.

Link da notícia original: Diferentes fora de campo, Richarlison e Guerrero têm um ponto em comum: a busca pela artilharia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *