Ação inédita, que deveria ser obrigação, vira sinônimo de alívio no Flu


​Um fato que sequer deveria virar notícia, mas que acaba sendo relevante em função do momento financeiro para lá de complicado vivido pelo Fluminense. O presidente Pedro Abad, que assumiu o clube no início de 2017, conseguiu neste início de semana algo até então inédito na sua gestão.

Pelo segundo mês consecutivo, o dirigente honrou a folha completa no 5º dia útil. E isso inclui o pagamento tanto de jogadores quanto dos demais funcionários da instituição. Esta “sequência” era algo que há muito tempo não acontecia nas Laranjeiras.

No começo da atual temporada, o Flu fez uma “limpa” no plantel com o objetivo de cortar gastos. Com isso, atletas como o goleiro Diego Cavalieri e o zagueiro Henrique, que estavam entre os maiores salários do grupo, foram dispensados. Com dificuldades para se encontrar em campo, somente agora a ​equipe do técnico Abel Braga começa a ter um rumo. Depois de sequer chegar às semifinais da Taça Guanabara, tendo vencido apenas dois dos cinco compromissos, agora é 100% na Taça Rio, com três vitórias em três jogos.

Link da notícia original: Ação inédita, que deveria ser obrigação, vira sinônimo de alívio no Flu