Sem jogos pela frente, Flu busca melhor adaptação ao novo esquema de Abel

​Abel Braga tem uma convicção: “Como equipe, estamos evoluindo bastante, mas temos dois ou três jogadores que ainda vão crescer”. Então, nada melhor do que fazer do limão uma limonada. Eliminado da Taça Guanabara ainda na fase de grupos, o técnico do Fluminense ganhou 16 dias sem jogos pelo Campeonato Carioca para ajustar sua equipe – a data do duelo contra o Salgueiro, pela Copa do Brasil, ainda não está definida.

O período, por exemplo, é bem maior do que ele teve no início do ano, quando apenas 12 dias separaram a reapresentação do início da Florida Cup. É a chance, por exemplo, de os atletas se adequarem ainda mais ao novo esquema proposto pelo treinador, com três zagueiros.

Embora a defesa até esteja um pouco mais sólida em relação ao começo do Estadual, a parte ofensiva ainda carece de adaptações. A colocação de laterais com vocação para o ataque, como Ayrton e Gilberto, precisa ser melhor assimilada. E isso, claro, influencia no trabalho de meio-campo. Sornoza, responsável pela armação, ainda está longe de seu melhor desempenho, o que sobrecarrega Pedro e Marcos Júnior, que acabam voltando para buscar as bolas e abandonam o setor de frente. “Falta se aproximar mais da área, mas estamos torcendo para que ele recupere seu melhor nível”, reconheceu ​Abel. Nesta terça, quarta e quinta-feira haverá treino em turno integral. Tudo para fazer o Flu disputar a Taça Rio com possibilidades maiores de chegar às etapas decisivas.

Link da notícia original: Sem jogos pela frente, Flu busca melhor adaptação ao novo esquema de Abel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *