11/12/1941 – Combinado Fluminense-Botafogo 5 x 4 Seleção Gaúcha


A linha de ataque do Combinado Fluminense-Botafogo, com camisas do Botafogo.
Da esquerda para a direita: Rongo, Heleno de Freitas, Russo, Romeu Pellicciari e Hércules.
Foto rara, pois, à exceção de Heleno, eram todos atletas do Fluminense.

Conta a história que Fluminense e Botafogo têm a mais longeva rivalidade do futebol brasileiro: já são mais de 110 anos de disputa acirrada, em um tradicional duelo que, não à toa, é conhecido como o “Clássico Vovô”.

Porém, na noite da quinta-feira, 11 de dezembro de 1941, no Estádio do Fluminense, em Laranjeiras, as diferenças entre tricolores e alvinegros foram postas de lado, e os dois rivais se uniram em um mesmo time, para enfrentar a Seleção Gaúcha, que havia disputado o Campeonato Brasileiro de Seleções Estaduais (eliminara catarinenses, paraenses e mineiros, e perdera para os paulistas na semifinal).

A ideia inicial do amistoso era que o Fluminense, recém-coroado bicampeão carioca, enfrentasse a Seleção do Rio Grande do Sul. Porém, o time tricolor estaria muito desfalcado, devido aos seus diversos atletas convocados para a Seleção Carioca, que disputava as fases decisivas do Campeonato Brasileiro. Assim, se sugeriu que o jogo do escrete gaúcho fosse contra um Combinado Fluminense-Botafogo.

Como homenagem ao co-irmão, o Fluminense propôs que o Combinado Fluminense-Botafogo atuasse com camisas do Botafogo, e que os sócios alvinegros tivessem acesso à arquibancada social tricolor, o que foi aceito.

Com seis atletas tricolores e cinco alvinegros, o Combinado Fluminense-Botafogo mostrou entrosamento: já no primeiro tempo, abriu 5 a 1 no placar. Na etapa final, a equipe carioca relaxou e sofreu três gols, resultando no marcador final de 5 a 4.

Abaixo, está a ficha técnica com os detalhes da partida histórica.

11/12/1941 – Combinado Fluminense-Botafogo 5 x 4 Seleção Gaúcha – Laranjeiras (Rio de Janeiro)
Motivo: Amistoso.
Público: 3.500 pagantes (estimado), além dos sócios de Fluminense e Botafogo.
Renda: 18:311$ 700.
Árbitro: Mário Vianna.
Combinado Fluminense-Botafogo: Capuano [Flu]; Caieira [Bota] e Renganeschi [Flu]; Zezé Procópio [Bota], Carlos Santamaría [Bota] e Zarcy [Bota]; Rongo [Flu], Heleno de Freitas [Bota] (Pedro Nunes [Flu]), Russo [Flu], Romeu Pellicciari [Flu] e Hércules [Flu].
Seleção Gaúcha: Alcides (Ivo); Alfeu (Sampaio) e Vaz; Geraldo, Noronha e Tavares (Brandão); Tesourinha, Russinho, Massinha, Ruy (Foguinho) e Cascão. Técnico: Telemaco Frazão de Lima.
Gols:
1-0: Rongo (aos 2 do 1º tempo);
1-1: Tesourinha (aos 3 do 1º tempo);
2-1: Hércules (aos 6 do 1º tempo);
3-1: Hércules, de pênalti (aos 18 do 1º tempo);
4-1: Heleno de Freitas (aos 29 do 1º tempo);
5-1: Hércules (aos 42 do 1º tempo);
5-2: Russinho (a 1 do 2º tempo);
5-3: Massinha, de pênalti (aos 12 do 2º tempo);
—: Rongo chutou um pênalti para fora (aos 15 do 2º tempo);
5-4: Russinho (aos 35 do 2º tempo).
PCFilho
(este post é só um aperitivo do dia; mais tarde, como sempre, publicarei as efemérides tricolores)

Link da notícia original: 11/12/1941 – Combinado Fluminense-Botafogo 5 x 4 Seleção Gaúcha