Na mira da Série A, brasileiro ‘força saída’ de clube europeu para retornar


Atualmente, o sonho europeu costuma predominar na perspectiva de carreira dos jovens jogadores. Mas o glamour do Velho Continente não vem fácil, e a adaptação ao estilo de jogo, regras e novos costumes tende a ser complicada para a grande maioria dos brasileiros. Não à toa, histórias de retorno ao país de origem são comuns, como Santos/Gabigol em 2018.

Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​Este parece ser o caso de Wendel, cria da base do Fluminense. Comprado pelo Sporting-POR em 2017 por 7,5 milhões (R$ 31,5 milhões à época), o jovem atleta não conseguiu emplacar uma sequência de partidas pelo clube lisboeta, somando apenas 19 minutos em campo na atual temporada. Frustrado pela pouca minutagem e com saudade de seus familiares, que permaneceram no Brasil, o volante se transformou em “dor de cabeça” nos bastidores do Sporting.

De acordo com o ​UOL Esportes, os episódios de indisciplina (atrasos/desinteresse) do atleta têm sido recorrentes, indício claro de insatisfação com sua condição no clube. A situação tem gerado debate entre os membros da diretoria sportinguista, que enxergam a postura do brasileiro como uma “forçada de barra” para sua liberação via empréstimo, algo que o clube sequer cogita pelo alto investimento feito na contratação do volante.

Na última janela de transferências, alguns clubes fizeram consultas ao Sporting para ter Wendel​dentre eles o Flamengo e o São Paulo. Mas a postura da cúpula alviverde tem sido irredutível, exigindo boa compensação financeira para a liberação do jogador: Não se pode emprestar um jogador que vale 9 milhões de euros [€ 7,5m ao Flu + € 1,5m em comissões]. Se aparecesse alguém a dar 15 ou 20 milhões…”, afirmou o treinador José Peseiro.

Com contrato longo (2023), o volante brasileiro segue sua ‘sina’ europeia, já taxado pela grande imprensa local como um talento desperdiçado

​​

Link da notícia original: Na mira da Série A, brasileiro ‘força saída’ de clube europeu para retornar