Caos: Agressão interrompe reunião, e Flu segue com contas de 2017 em aberto


Vivendo um dos anos mais delicados de sua história recente, o ​Fluminense tem tido poucos dias de sossego em seus bastidores. O acirramento de ânimos entre situação e oposição atingiu níveis preocupantes, escrachados na última sessão do Conselho Deliberativo tricolor.

Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​Como informa o ​UOL Esportes, o último encontro entre membros do órgão foi no dia 9 de outubro, mas a reunião não teve o desfecho esperado. Ao debater sobre as contas do Fluminense referentes ao ano passado, conselheiros não chegaram a um acordo e partiram para as ‘vias de fato’. Marcus Vinicius Caldeira, conselheiro do clube e apoiador da atual gestão, foi agredido fisicamente, culminando no fim repentino da sessão. Membros da oposição alegam que ainda há números referentes a 2016 que precisam ser debatidos. Ainda não há data programada para uma nova reunião do CDEL tricolor.

Link da notícia original: Caos: Agressão interrompe reunião, e Flu segue com contas de 2017 em aberto