Às vésperas do pleito, cenário político do Fluminense sofre reviravolta


Marcello Vieira31/10/2013 – 09:11 Rio de Janeiro (RJ)


Durante conversa com o LANCE!Net, ontem, o coordenador da campanha de reeleição de Peter Siemsen, Jackson Vasconcelos, falou sobre o cenário político do clube para as eleições que ocorrem no próximo dia 23 de novembro. De forma até certo ponto surpreendente, Jackson contou que está sendo costurada uma reaproximação da atual situação com o Ideal Tricolor, grupo político que cresceu no último triênio, mas que rompeu recentemente com a gestão, oficializando uma posição de neutralidade, até segunda ordem, no pleito.

O LANCE!Net apurou que nos últimos dias representantes de ambos os lados se encontraram e afinaram pensamentos. Contudo, existe forte rejeição a uma nova composição com o Ideal por parte da Flusócio, principal grupo de apoio a Peter Siemsen.

– O que o Ideal planeja é um projeto de gestão claro para os próximos três anos. Uma composição está encaminhada. Meu sonho era de que todos os grupos que apoiaram Peter nas eleições do primeiro mandato estivessem ao nosso lado – disse Jackson.

Há menos de um mês das eleições do Fluminense, o clima no clube é de indefinição e apreensão. A decisão da diretoria de manter Vanderlei Luxemburgo no comando do time até o Fla-Flu também desgastou a relação da Flusócio com o atual mandatário de forma inédita. Em contrapartida, sem poder contar com apoio da Unimed e possivelmente, do próprio grupo Ideal Tricolor, a candidatura de Deley enfraquece.

E MAIS
> Permanência momentânea de Luxa desagrada ao grupo que apoia Peter

Link da notícia original: Às vésperas do pleito, cenário político do Fluminense sofre reviravolta
[wp_ad_camp_1]