Marcelo Oliveira aponta o que falta para Fluminense engrenar boa sequência


​Os personagens mudam um pouco, o cenário também, mas o clube e o roteiro seguem intocáveis. Já faz alguns anos em que o Fluminense engata algumas vitórias e, ​na hora de consolidar a fase boa para brigar na parte de cima da tabela, vem um tropeço em casa como um banho de água fria.

No último sábado não foi diferente. Após vencer o Deportivo Cuenca na altitude de Quito e a Chapecoense na Arena Condá, o Flu tinha pela frente, no Rio, uma equipe reserva do Grêmio. Era a oportunidade de crescer ainda mais no Brasileirão e partir com tudo para o confronto das oitavas de final da Copa Sul-Americana. O gol de Everton nos acréscimos sacramentou a vitória gremista e deixou o técnico Marcelo Oliveira incomodado:

Quando não se ganha, sempre falta alguma coisa. Sempre é possível ter feito algo melhor. Hoje demos muitos contra-ataques para o bom time do Grêmio. Viemos muito confiantes, duas vitórias, trabalho de três dias muito bom, o time mobilizado para o jogo… Está faltando uma regularidade, uma constância de jogo. Tentamos de uma forma e de outra. Creio que até o fim do ano pode haver essa oscilação, embora sempre o trabalho busque uma maior regularidade (…) Foi muito amargo da forma que foi. O Grêmio até teve mais oportunidades, embora tivemos algumas muito boas também. O time deles, mesmo alternativo, é muito bom. Às vezes quando não se consegue ganhar, um ponto já é importante. Mas infelizmente em uma bola pouco provável levamos o gol. Temos que nos indignar, sofrer um pouquinho, mas aprender também, voltar com tudo e não perder a confiança para quinta-feira”, avaliou o comandante tricolor.

O Flu agora volta a campo no dia 4 para o jogo da volta com o Deportivo Cuenca. A vitória por 2 a 0 na ida deu ao time carioca a chance de avançar mesmo em caso de derrota por um gol de diferença no Maracanã.

Link da notícia original: Marcelo Oliveira aponta o que falta para Fluminense engrenar boa sequência