Pedro atinge média dos grandes goleadores e fala sobre assédio do exterior


​Não era preciso aguardar a volta do Campeonato Brasileiro para se afirmar que o centroavante Pedro é o principal nome do ​Fluminense em 2018. Pois o clássico contra o Vasco, nesta quinta-feira, em São Januário, serviu apenas para elevar o patamar do garoto. Responsável por garantir o 1 a 1 ao Tricolor já aos 44 minutos do segundo tempo, ele alcançou a incrível média de um gol a cada duas partidas na temporada.

De torcedor para torcedor: ​clique aqui e siga o 90min no Instagram!

Até aqui, foram 15 bolas na rede em 30 jogos, uma marca considerada no patamar dos grandes goleadores do planeta. Com apenas 21 anos, o jovem passou, no máximo, dois compromissos em sequência sem marcar desde fevereiro, quando assumiu a vaga deixada por Henrique Dourado. Com este desempenho, cada vez mais vem se tornando a principal esperança dentro de um elenco modesto em função dos problemas financeiros pelos quais passa o clube. “Trabalhamos o Pedro para tocar na bola só para escorar e ficar mais dentro da área. É um artilheiro nato e, com certeza, nos ajudará muito”, afirmou o técnico Marcelo Oliveira.

O temor de perder o jovem na atual janela de transferências, por enquanto, não existe. Mesmo com o maior poderio financeiro das equipes do exterior, Pedro se diz totalmente focado no Fluminense. “Estou muito tranquilo. Não chegou nada e também não estou preocupado com isso. Deixo para meus empresários resolverem. O que eu quero é dar o meu melhor com essa camisa”, disse. Com seu faro de gol, há muito tempo deixou de ser uma incógnita para se transformar no grande ídolo da torcida tricolor.

Link da notícia original: Pedro atinge média dos grandes goleadores e fala sobre assédio do exterior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *