Alívio: Fluminense ‘respira’ com vendas e fecha primeiro trimestre no azul


É sabido que, desde 2017, a situação financeira do Fluminense não é nada boa. Contudo, ao menos uma boa notícia ‘aliviou’ os gestores tricolores nestes primeiros meses de temporada.

Como destaca o ​UOL Esportes, a partir das vendas do volante Wendel, contratado pelo Sporting-POR, e de Henrique Dourado, hoje no Flamengo, o Tricolor Carioca conseguiu fechar o primeiro trimestre com as contas no azul. Apesar de modesto – apenas R$ 4,3 milhões -, o superávit rompe uma sequência incômoda de prejuízos do clube.

A negociação de dois ativos, nomes importantes para a equipe na temporada passada, rendeu R$ 36 milhões ao clube, quase o mesmo montante do valor recebido em direitos de transmissão (R$ 37 milhões), sendo estas as fontes de renda mais ‘lucrativas’ para o clube.

O que preocupa nos bastidores do Flu é a baixa receita em Sócio-Torcedor, patrocínios e bilheterias. Somando essas três vias, o Tricolor lucrou somente R$ 9,4 milhões, levando em conta os primeiros três meses do ano.

​​

Link da notícia original: Alívio: Fluminense ‘respira’ com vendas e fecha primeiro trimestre no azul