Sem acordo com Henrique, Flu vê juíza manter pedida milionária do zagueiro


​Ainda em dezembro do ano passado, o ​Fluminense anunciou um verdadeiro pacotão de jogadores que, por um motivo ou outro, não iriam continuar no clube. Entre eles estava o zagueiro Henrique, que acabou se acertando com o Corinthians. No entanto, as discussões seguem. O atleta acionou judicialmente o Tricolor em relação a valores devidos, e as partes não chegaram a um acordo em audiência realizada nesta semana.

>>> Já segue a gente no Instagram? ​Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

Em função do impasse, a juíza Katia Emilio Louzada, da 54ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, colocou ponto final em uma tentativa de conciliação e, agora, resta aguardar a sentença definitiva, que deverá ser proferida no próximo mês. A magistrada manteve a causa em algo em torno de R$ 10 milhões, a serem corrigidos em função dos juros do período. Com base em documentos, o profissional alega que tem a receber valores relativos a dois períodos de férias, salários, fundo de garantia e premiação pela conquista da Primeira Liga, em 2016.

O Flu, apenas, aguarda o encerramento do processo, mas já se sabe de antemão que não possui dinheiro para quitar esta dívida. Aliás, os altos ganhos do defensor foi a razão alegado para incluí-lo na lista de dispensas, embora o clube garanta que, “quando do ajuizamento da ação, não haviam salários em atraso, FGTS ou outros que justificassem a rescisão indireta”. Para poder atuar pelo Timão, Henrique conseguiu a chamada antecipação de tutela, com a juíza Rossana Tinoco Novaes reiterando que “os documentos trazidos aos autos comprovam inequivocadamente que o clube reclamado não vem adimplindo com suas obrigações trabalhistas”. Para contratar o jogador em 2015, o Tricolor venceu uma disputa com o Flamengo e pagou R$ 8,5 milhões ao Napoli, da Itália.

Link da notícia original: Sem acordo com Henrique, Flu vê juíza manter pedida milionária do zagueiro