Perto de acordo com parceiros, Flu-Samorin depende de aprovação política para continuar


​O projeto Flu-Samorin, time do Fluminense na Segunda Divisão da Eslováquia, parece ter ganhado um fôlego novo. Motivo de polêmica no clube e muito questionada especialmente pelos opositores do presidente Pedro Abad, a filial tricolor na Europa está perto de fechar com três parceiros. A informação é do site ​UOL Esporte.

Três empresas multinacionais se dispuseram a investir um montante que cobriria metade do custo mensal do Flu-Samorin, atualmente avaliado em cerca de 60 mil euros (cerca de R$ 253 mil). Para o ​Fluminense, isso significaria uma economia anual de cerca de R$ 1,5 milhão. Os contratos ainda não foram assinados porque dependem do aval político do clube para que o projeto tenha continuidade.

Na fim do mês de abril, o presidente Pedro Abad e o gerente esportivo da base, Marcelo Teixeira, se reuniram com os conselheiros do Fluminense para explicar o Flu-Samorin. Um novo encontro deve acontecer para que o futuro do projeto seja votado pelo Conselho Deliberativo do clube.

​​

Link da notícia original: Perto de acordo com parceiros, Flu-Samorin depende de aprovação política para continuar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *