Nas alturas! Com boa vantagem, Flu encara ambiente hostil de Potosí


​Houve problema de logística? Sim, que não foram causados pelo ​Fluminense. Pois agora isso é preciso ficar em segundo plano se o clube quiser voltar dos mais de quatro mil metros de altura de Potosí, na Bolívia, com a classificação para a segunda fase da Copa Sul-Americana. A partir das 21h45min, o time carioca enfrenta o Nacional com a vantagem de ter vencido o duelo de ida, no Maracanã, por 3 a 0.

Se o placar é favorável ao Tricolor, os donos da casa têm ao seu lado o chamado “ambiente hostil”. Jogar na terceira cidade mais alta do mundo requer, acima de tudo, paciência e tranquilidade. Para um grupo que ainda não tem a chamada rodagem internacional e, também, a experiência de atuar em situações como a desta quinta-feira, talvez seja uma dificuldade a mais.

Por outro lado, o técnico Abel Braga contará com os retornos de Gum e Ayrton Lucas, o que pode dar corpo a um time de alguns garotos. Em situações adversas como essa, o importante é deixar o estádio Víctor Agustín Ugarte com a vaga. E, para isso, poder perder por até dois gols de diferença é um tremendo aliado.

Nacional: Jorge Ruth; Saúl Torres, Víctor Galaín e Galvis; Jorge Flores, Wilder Salazar, Edson Pérez, Aldo Paniagua e Luis Torrico; Aldo Velasco e Harold Reina. Técnico: Edgardo Malvestiti.

Fluminense: Júlio César; Gum, Renato Chaves e Frazan; Gilberto, Richard, Jadson, Sornoza e Ayrton Lucas; Marcos Júnior e Pedro. Técnico: Abel Braga.

Já segue a gente no Instagram? ​Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

Link da notícia original: Nas alturas! Com boa vantagem, Flu encara ambiente hostil de Potosí