Bastidor com novo capítulo: Flu terá que se manifestar sobre contas de Siemsen


​A cada dia, uma nova notícia para tumultuar ainda mais o já conturbado ambiente político do ​Fluminense. Uma possível maquiagem na aprovação das contas de 2016, último ano da gestão Peter Siemsen, fez com que conselheiros entrassem com uma ação exigindo a imediata suspensão da reunião que validou os números.

>>> Já segue a gente no Instagram? ​Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

Embora a juíza Karenina David Campos e Sousa, da 35ª Vara Cível do Rio de Janeiro, tenha negado a liminar, ao mesmo tempo exigiu que o clube apresente a sua defesa. Ou seja, caso fique confirmada uma fraude durante o processo, as contas podem ser novamente colocada em debate.

A aprovação se deu em uma reunião para lá de tumultuada. Durante sua apresentação no Conselho Deliberativo, Siemsen foi vaiado e xingado. Na ocasião, a votação ocorreu por contraste visual, e não por contagem individual dos votos de cada conselheiro. O Conselho Fiscal do Flu recomendou voto de apoio aos números. Porém, conselheiros que defendiam a rejeição argumentaram que houve aumento excessivo de despesas e uso integral de receitas não recorrentes, como as luvas do contrato de televisão (R$ 80 milhões), em gastos com despesas ordinárias e contratações. O atual presidente do clube, Pedro Abad, comandou o Conselho Fiscal durante o último mandato de Siemsen.

Link da notícia original: Bastidor com novo capítulo: Flu terá que se manifestar sobre contas de Siemsen

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *